Você não pode e não consegue! 3 motivos pra você saber por que a inveja mata

Esse artigo é um guest post escrito por Mathew Borges do blog LucreBem. Se você também quer escrever um guest post no Quero Criar um Blogentre em contato através do formulário de contato.

Todos os dias, ou como diriam no popular, todo santo dia, aparece um “espírito de porco” pra falar uma das frases a seguir:

- Você não pode.

- Isso não dá certo, eu já tentei.

- Eu faço faculdade disso, não duvide da minha palavra.

- Você não sabe de nada.

- Isso é coisa de criança, vê se cresce.

- A vida não é um conto de fadas.

- Você é um tolo.

- Eu sei mais do que você.

- Eu sou melhor nisso do que você.

- É impossível.

- Você não tem dinheiro nem pra pagar as contas, imagine pra abrir uma empresa.

- Te conheci quando você não tinha nada, hoje você está no topo, a quem você teve de roubar?

- Você sabe fazer isso? É mesmo? à Olhar de surpresa <–

- Você tem dinheiro no banco!? à Olhar de surpresa <–

- Acorda pra realidade, tem gente que nasceu pra ser rica, tem gente que nasceu pra ser pobre.

- Isso nunca vai dar certo, por que você não tem dinheiro.

- Isso nunca vai dar certo, por que você não faz nada certo.

- Isso nunca vai dar certo, por que você não tem talento.

- Você é um fracassado.

- Você nunca será alguém na vida, seu imprestável.

- Esquece disso, isso não dá futuro.

- Eu vou comprar um carro 0 Km no valor de 70 mil Reais, por que eu posso. – Tipo de pessoa invejosa que tem complexo de inferioridade –

- Nós fomos à praia e teve um show de fogos espetacular, no outro dia, nós ficamos no Hotel durante 3 horas e depois fomos para a praia novamente, foi maravilhosa a viagem.” –> Tipo de pessoa invejosa que foi à praia pela primeira vez, por que mora num estado onde não tem praia, ou nunca teve a chance de viajar para uma cidade do mesmo estado onde tem praia (Por que nunca teve dinheiro pra isso), e então, quando volta, faz tanta propaganda que parece até o Caso Bruno, que voltou a passar na TV (pra variar), é pra falar para todo mundo até enjoarem, mas continuar falando assim mesmo.<–

E aí, caro leitor? Já ouviu uma dessas frases? Ou algo parecido?

Isso se chama inveja, é muito comum, e chega a ser algo natural, contanto que não seja exagerado (Como nos exemplos anteriores), afinal de contas, quem nunca sentiu inveja daquela pessoa que conseguiu algo melhor e a gente, justo a gente que ficou muito tempo lutando pela mesma coisa, não é?

inveja

Digo que inveja é natural pelo fato de ser um tipo de emoção, é da natureza humana, mas quando a inveja começa a ser freqüente e em alto nível, a coisa pega.

Há pessoas invejosas por toda parte, mesmo que disfarcem. Por isso você receberá 3 dicas sobre como identificar e impedir que essa “doença” te contagie, e talvez você até cure a pessoa.

1 – A INVEJA DO SEU TALENTO

A maioria das pessoas deixa de fazer várias coisas por que tem medo de ser reprovada pelas outras, por exemplo, uma pessoa quer ser ator, mas não vira por que a família acha isso uma bobagem e coisa de criança, então ela passa a vida inteira atormentada por isso e quando aparece alguém que faz exatamente o que ela queria fazer, é feliz com isso e talvez até tenha conseguido sucesso na área, qual seria a reação dessa pessoa? Na cabeça dela está escrito assim “Se eu não posso, você também não pode.”, e ela vai fazer de tudo pra destruir o sonho, a carreira, ou tentar derrubar essa outra pessoa de alguma forma.

Como reagir?

Como diria o autor do livro “A grande virada” (Clique aqui para conferir o livro), José Luiz Tejon, que certa vez havia ido à feira com a mãe aos 7 anos de idade, mas antes disso não queria ir, pois havia sofrido um acidente (Aos 4 anos de idade) que havia deixado uma marca no rosto dele, e então ele não queria ser visto por ninguém, mas a mãe dele disse que ele tinha que ir, por que se não, o que as pessoas iriam pensar de uma mãe que não ensina o filho a ajudar com a feira?

Na primeira barraca ela havia dito para ele prestar atenção nas batatas, que um saco de batatas era pro pai dele, o saco de batata grande era de português, o outro era de batatas pequenas e era de batata de alemão, ele começou a pegar as batatas e então começou aquele burburinho na feira, topo mundo em volta pra querer ver o E.T. que era ele, e aí chegou uma senhora e abraçou sua mãe, de lágrimas nos olhos e falou assim “Meu Deus do céu, Dona Rosa, como o seu filho ficou!”, quando ele ia olhar pra mulher, ela fala “Olha, presta atenção nas batatas, menino”, aí vinha uma senhora com o filho na mão e ela falava “Olha lá menino, quando eu falo pra tu não mexer com fogo, olha como tu vai ficar”, e quando ele ia olhar pro menino a mãe dele falou “Presta atenção nas batatas”.

Ele prestou atenção nas batatas, ele não deu poder ao que estava acontecendo.

Você precisa fazer o mesmo, preste atenção nas batatas, essa pessoa que tenta te rebaixar não sabe o que você sabe, não vive o que você vive, não tem nenhum tipo de aspiração, ela está apenas tentando fazer com que você chegue ao nível dela. Viva sua vida, ignore o que ela diz.

2 – A INVEJA DO SEU DINHEIRO

Acontece quando damos liberdade, dificilmente uma pessoa tem inveja do seu dinheiro quando ela não sabe o que se passa na sua vida. Geralmente isso acontece por que você comentou coisas sobre sua vida pessoal com a pessoa errada, por exemplo, um carro que você queria comprar, ou que você está tendo problemas com dinheiro, que não consegue emprego, ou disse isso perto da onça pintada, ou pior, na inocência acabou falando pra própria onça, pensando que ela fosse mansa. Com o tempo essa pessoa vai começar a se intrometer na sua vida, vai querer falar o que você precisa fazer pra ter sucesso em tal coisa, vai querer mostrar que pode financeiramente mais do que você, etc.

Como reagir?

1 – Quando a pessoa joga as coisas na sua cara pra tentar te fazer inveja:

Finja que não é com você, e se tiver alguma brecha, por exemplo, quando a pessoa joga as coisas na sua cara de forma direta, revide de forma engraçada, por exemplo, “ah, é mesmo? Por isso que você tava trabalhando de faxineira no brechó da esquina, pra comprar seus sapatos novos?”

2 – Quando a pessoa se intromete na sua vida:

Nesse caso ou você da um ultimato, ou você trolla a pessoa de vez.

Ultimato – Por favor, me dê licença por que da minha vida quem cuida sou eu, você não paga as minhas contas, eu não vivo às suas custas, nem vivo me intrometendo na sua vida.

Trollando – “Ô, você ta por fora! Eu já consegui até comprar uma casa nova em São Paulo e tem dinheiro sobrando na poupança, semana passada até consegui uma promoção no meu emprego.” Mesmo que seja tudo mentira, você tem que dar uma resposta inesperada, algo totalmente ao contrário do que a pessoa queria ouvir.

Trollar seria a melhor alternativa, principalmente se a pessoa estiver tentando te humilhar, pois brasileiro gosta de ofender, mas não gosta de ser ofendido, então se você utilizar a primeira alternativa, você poderá até passar por mal educado, é ridículo, mas na cultura atrasada do Brasil isso é verdade, além do mais, se você Trollar a pessoa, você não vai gerar nenhum tipo de conflito, muito pelo contrario, a pessoa vai ficar tão envergonhada que vai sair de perto, ou fazer uma piadinha qualquer, pra “mudar de assunto”.

3 – A INVEJA DO SEU SUCESSO

Por que inveja do seu sucesso? Simplesmente porque há várias formas de sucesso, você pode ser uma pessoa que obteve sucesso financeiro, pode ser alguém que obteve sucesso na carreira, pode ser alguém que se destaca entre os alunos, pode ser alguém que obteve sucesso devido ao próprio talento, e por aí vai. Onde está o invejoso nessa parte? O invejoso nessa parte geralmente é alguém que está num nível hierárquico maior do que o seu, por exemplo, seu chefe, o professor do seu curso, seu instrutor da autoescola, enfim, alguém que está lá para te ensinar ou para te dar ordens, mas se sente inferior a você, talvez por que você tenha habilidades melhores do que as dele, talvez por que você seja mais popular, ou talvez por que à primeira vista ele pensou que você fosse um idiota, mas depois que te conheceu, descobriu que o idiota era ele.

Esse tipo de pessoa vai te perseguir até os confins das trevas dos buracos dos formigueiros das entranhas do subsolo marciano, e quanto mais você ignorá-la, quanto mais você continuar levando sua vida sem se importar com o que ela pensa ou faz, mais ela vai te atormentar, ela vai tentar te prejudicar de todas as formas possíveis, vai te humilhar, vai te excluir, no coração dela, você é um inimigo que precisa ser destruído o mais rápido possível, custe o que custar.

Como reagir?

A melhor forma, nesse caso, é virando amigo do inimigo, é fazendo coisas que ele não espera que você faça, por exemplo, sendo bom com ele. Passe a admirá-lo, não puxe o saco, admire-o com sinceridade, agradeça pelo o que ele faz, vá se aproximando aos poucos, converse com ele quando tiver a chance, fale dos problemas dele, concorde com o que ele concorda, discorde com o que ele discorda, tente ser um amigo verdadeiro.

Não tenha pena, tenha compaixão.

COMO LIDAR COM TODOS OS TIPOS CITADOS ANTERIORMENTE?

Apenas siga a dica do terceiro exemplo.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Nunca provoque inveja nas pessoas, você pode reagir, tudo bem, você precisa achar uma forma de defesa, mas se ninguém está mexendo com você, não mexa com os outros.

Por horas e outras se vê na rua escrito na parte de trás dos carros “A sua inveja faz o meu sucesso”, o que na verdade significa isso? Sinceramente? Isso não significa nada. Muito pelo contrário, de acordo com as leis da mente, nossas aspirações nunca dão certo quando as pessoas ficam sabendo delas, ainda mais quando provocamos tais pessoas, pois gera-se uma atmosfera negativa ao nosso redor.

Obrigado pela leitura, te vejo no meu blog.

Compartilhe esta página ou passe para dar um Oi.

Grande abraço.

2 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

CommentLuv badge