Praticidade – O ponto forte do Tumblr

Esse é um Guest Post escrito pelo Talysson Oliveira, ele é o administrador do Blog tumble.tricks, que é um metablog para a plataforma Tumblr. Ele tem 19 anos e se considera  fanático por tecnologia e computação, principalmente programação e webdesign. Você o encontrar no Twitter e no Facebook.

Desde o começo da era dos blogs, sempre houve a necessidade de plataformas de conteúdo que focassem na facilidade e praticidade para o usuário, uma plataforma onde o blogueiro simplesmente pudesse se expressar, sem se preocupar em ter um grande conhecimento em HTML e outras linguagens web, e assim nasceram os tumblelogs.

No ano de 2007, um jovem chamado David Karp lançou o Tumblr, com a proposta de ser uma plataforma de blogs e rede social onde o foco seria a praticidade e facilidade para quem quisesse se expressar, e com o passar do tempo, mais e mais usuários passaram a ser adeptos a estar rede que hoje tem mais de 10 bilhões de posts, vendo que o uso é extremamente fácil, e editar os layouts (conhecidos no Tumblr como “themes”) é uma realmente tarefa simples, mesmo para quem não tem conhecimento de HTML e CSS.

tumblr, logo

Admito que no começo eu tive um certo preconceito com o Tumblr, por ser uma plataforma muito básica e rápida, e considerava que os blogs criados nele não poderiam ter uma notoriedade respeitável na blogosfera. Foi então que resolvi realmente usá-lo.

Atualmente, o Tumblr é freqüentado por milhares de pessoas em todo o mundo e seus usuários (denominados no Brasil como “unicórnios”, devido a uma brincadeira interna feita por usuários após um tweet de um dos colírios da Capricho) são na maioria jovens de até 18 anos, que sentem a necessidade de se expressar de uma forma livre. A rede atualmente disponibiliza sete tipos diferentes de posts para os usuários, embora os posts de “fotos”, acompanhados de frases predominem na rede. A plataforma aceita também “reblogues”, que são bem semelhantes aos “retweets” (ou RT’s), bem conhecidos no Twitter.

Uma outra parte bem prática do Tumblr são os meta-códigos para criar um theme, que são realmente simples e objetivos, e estão disponíveis em uma página bem prática, organizada e acessível a qualquer usuário. Além da fácil integração do Tumblr com outras redes sociais, como o Twitter e Facebook, que são nativas. E o sistema ainda conta com uma fácil otimização de SEO, usando URL’s amigáveis, sitemaps, entre outros.

Isto tudo faz com que vários usuários de outras plataformas de blogs e CMS’s, como por exemplo o Blogger e o WordPress, tenham migrado para o Tumblr, devido a toda a facilidade, praticidade e facilidade que o serviço oferece. E se você ainda não é usuário do Tumblr, experimente, e conheça um outro lado da blogosfera.

Rate this post

Quer aprender a ganhar dinheiro com Google Adsense em blogs?

Gustavo Freitas

Problogger e empreendedor digital. Criador do Método Start, que ele utiliza para criar blogs de sucesso e ganhar dinheiro na internet.

Website: http://querocriarumblog.com.br/

4 Comentários

  1. Hoje em dia o Tumblr passou a fase de ser uma plataforma apenas de adolescentes que postam futilidades como as do Crapbook ou sites do gênero. Entre as plataformas para blogs, ela é a mais adequada a um blog pessoal, pois, nesse âmbito, para quem sabe explorar seus recursos, a facilidade dela não tem concorrente. Tenho um blog teórico e um profissional no Blogger, mas meus escritos pessoais estão no Tumblr; nele, é bom ressaltar, cabem não só fotos, vídeos ou textos curtos, mas artigos como este:

    http://siomnesegonon.tumblr.com/post/579871948/a-filosofia-de-sao-boa-ventura

    • Realmente, o Tumblr evoluiu muito desde seu “nascimento”. Não considero que o que os adolescentes postam hoje em dia seja só futilidades, pois grande parte da blogosfera brasileiro sobre assuntos mais “novos” (por assim dizer) é composta por adolescentes 😀

  2. Gustavo, passo aqui para agradecer pelo convite, e dizer que saber que o Tumblr está crescendo dentro da blogosfera é um fato bem interessante de se ver.

    E você que leu este post, já criou o seu ?

Deixe uma resposta