7 critérios pra escolher plugins para WordPress (O #5 é essencial)

Esse artigo é um Guest Post escrito pelo Alejandro Salinas do blog Projeto Empreendedor. Alejandro é Peruano, mas mora no Brasil.

Sinceramente, é um pouco difícil escolher os melhores plugins para WordPress.

Só no repositorio de plugins de WordPress existem mais de 30 mil plugins disponíveis e esse número está em constante crescimento. Por isso, nesse artigo vou te dar as chaves para que seja capaz de fazer uma análise desses plugins.

O mais importante: Para que?

Muitas vezes você pula de blog em blog e olha coisas que te deixam de queixo caído, certo? Vou te dar duas dicas:

  1. Aprende a dizer não e deixa de visitar tantos blogs. Não é produtivo.
  2. Foque no que é útil para sua audiência.

Respeito a esse último ponto, o que tem que fazer é elaborar uma lista de funcões que quer para seu blog, por ordem de importância, e começar por ai sua pesquisa.

Insisto no ordem de importância porque vai te facilitar a tomada de decisão.

Os melhores plugins para WordPress são esse elemento mágico que vai te ajudar a implementar as funcões que deseja sem ter que ser um expert em programação. Legal certo?

Um Mar de Improdutividade cheio de peixes gostosos.

Se você procura os melhores plugins para WordPress sem usar alguns critérios mínimos, pode perder horas e mais horas sem ter nada claro.

Já te falei que com mais de 30 mil plugins disponíveis no diretório oficial de WordPress, resulta muito difícil, para qualquer usuário, encontrar o plugin mais adequado para suas necessidades.

Ou talvez, encontre mais de um, e isso é igual a quando vai a um médico para pedir uma segunda opinião e é totalmente diferente a opinião do primeiro medico. Confusão total…

Para escolher os melhores plugins para WordPress que possam se integrar a seu blog, o primeiro é estabelecer alguns critérios de seleção.

Estabelece os critérios para escolher os melhores plugins para WordPress

O primeiro que tem que pensar é no modo de encontrar o plugin que é de seu interesse. Comece pelo diretório de plugins de WordPress. Assim é como ele se apresente:

Diretorio de plugins

A noticia ruim é que a função de pesquisa no diretório é um pouco fraca, assim que pode reforçar sua analise fazendo as pesquisas também desde Google.

Mas, seguindo com o buscador do diretório, pode fazer 3 coisas (como é mostrado na imagem anterior):

  1. Navegar pelos plugins mais populares.
  2. Utilizar o motor de busca do diretório.
  3. Navegar a través das tags mais populares.

Para fazer uma aproximação a quais são os melhores plugins para WordPress, vou te mostrar como fazer uma melhor pesquisa.

Os resultados que te apresenta o buscador são por defeito baseados na relevância, porém, poderá ordenar por outros critérios como mais novo, pontuação mais alta e popularidade.

Minha dica é que escolha o critério de relevância, porque, caso contrario, nos resultados podem aparecer plugins que não sejam de utilidade para você.

melhores plugins para wordpress

Mais um detalhe.

Abaixo de cada resultado pode ver uma informação super importante, como o número de vezes que um plugin foi baixado, a qualificação, a data da última atualização e um link para o perfil do autor. Os melhores plugins para WordPress tem toda essa informação muito detalhada.

Obviamente, o ideal é buscar um plugin que faça o que você quer que faça, tenha um bom número de downloads, uma boa qualificação e tenha atualizações recentes.

Critério #1 – Se existem vários iguais, Qual escolher?

Uma situação que pode acontecer é que encontre vários plugins que façam a função que deseja implementar em seu blog.

O que pode fazer para decidir é abrir tantas abas em seu navegador como plugins queira analisar, e em cada uma delas, abre a pagina do plugin em questão. Na pagina de cada plugin poderá observar no menu de navegação algumas informações sobre o plugin, para que serve, como utilizar,etc.

Com isso poderá saber se é o que esta buscando ou não.

Página-de-plugin-723x600

Olha na barra lateral. Ai pode conferir a versão mínima de WordPress que precisa para funcionar de forma certa, a versão com a que é compatível, a última atualização e o número de downloads.

Critério #2 – Você entra num bar se está cheio

Isso se chama prova social.

Na barra lateral da pagina do plugin pode ver suas qualificações. O número de estrelas indica uma pontuação, onde 5 é a melhor e 1 a pior.

Prova social do plugin

Critério #3 – O boca a boca funciona para escolher os melhores plugins para WordPress

Quando um usuário qualifica um plugin pode colocar um comentário ou observação.

A maioria está em inglês, porém, não é difícil de entender ou traduzir. Pode ver esses comentários clicando nas barras de qualificação.

Por exemplo, se alguém deu uma estrela para o plugin, só tem que clicar ai para olhar sua critica.

Comentarios-na pagina do plugin

Critério #4 – Suporte

Seguimos na barra lateral da página do plugin.

Há uma seção de suporte técnico, onde pode ver certos dados como o número de consultas dos últimos dois meses e também as consultas resolvidas em comparação com as que foram abertas.

Esse dado é importante, porque se o plugin não tem suporte técnico e logo tem alguma dificuldade de funcionamento, você vai ter problemas caso não seja programador.

Suporte Plugin

Critério #5 – Teste de compatibilidade

De novo na barra lateral e um pouco mais abaixo, tem uma curiosa e simples ferramenta que vai permitir avaliar a compatibilidade entre o plugin e as diferentes versões de WordPress disponíveis.

Compatibilidade do plugin

Pode testar, como na imagem anterior.

O resultado é fruto das pessoas que votaram a compatibilidade do plugins para a versão correspondente, assim que talvez não seja um fator muito confiável. Mas, oferece uma boa orientação junto com os demais fatores na hora de escolher os melhores plugins para WordPress.

Critério #6 – Ele é bonito?

Em ocasiões (na maioria) pode te interessar ver o visual do plugin. Tanto na parte de configuração como no Front-end para poder tomar a sua decisão.

Para isso, nada melhor que as capturas de tela, que pode investigar desde a pequena aba correspondente do menu de navegação da pagina do plugin.

Não é um fator determinante, porém, saber como é o visual do plugin por dentro e por fora, ajuda bastante na hora de escolher.

Print screen do plugin

Critério #7 – A prova do peso

Pode que, mesmo cumprindo todos os requisitos, o plugin que escolheu tenha alguma incompatibilidade com algum elemento de seu blog, como o tema ou outro plugin. Ou seu código tenha algum erro nessa versão.

Isso pode fazer com que o tempo de carregamento de seu blog caia significativamente, o que implicaria um aumento na taxa de rejeição que não vai te beneficiar em nada.

Minha dica é que faça a seguinte prova, consiste em medir a velocidade de carregamento antes de instalar o plugin e logo depois da instalação, assim pode comparar ambas situações. Para isso pode utilizar a ferramenta Pingdom.

Se o plugin faz que a velocidade de carregamento de seu blog aumente mais de 2 segundos, deveria pensar seriamente em esquecer ele.

Como pode ver, não se trata de tomar decisões sem pensar.

Para terminar, utilizei imagens do melhor plugin para WordPress, segundo minha opinião.

Espero que essa guia seja de muita utilidade para você, como é para mim. Se deseja pode comentar quais são para você os melhores plugins para WordPress.

Rate this post

Quer aprender a ganhar dinheiro com Google Adsense em blogs?

Autor convidado

Esse artigo foi escrito por um autor convidado. Confira no primeiro parágrafo do artigo o nome do autor, o blog e seu Twitter.

Website: http://querocriarumblog.com.br

7 Comentários

  1. Bacana o artigo Alejandro, parabens! Hoje em dia tento colocar o mínimo possível:
    -yoast
    -Tweet&like
    -New Adman
    -Plugin de cache (wp super cache)

    Nem o askimet eu coloco se nao tiver aparecendo spam.

    • Opa Almy!
      Obrigado pelo comentário!
      Já eu estou numa fase de testar e encher alguns blogs com plugins! 🙂
      Sucesso!

  2. Excelente artigo! Eu sempre procuro ver a “reputação” do plugin através dos comentários e das estrelinhas. Dificilmente se pega um plugin ruim olhando esses dois quesitos.

    • Olá Roman!
      Obrigado pelo seu comentário..
      A prova social é muito importante como você falou, infelizmente é muita a gente que utiliza plugins sem verificar pelo menos esses dois pontos.
      Abraços!

  3. Até agora não achei em nenhum blog ou post, alguém que estabeleça afinal qual o critério de fato de máximo de plugins para seu blog. Falam que sobrecarrega muitos plugins e tal.. mas e ai?

    Poxa são tantas funções interessantes, fica muito complicado escolher apenas 5, por exemplo, e raramente um blogueiro dá a receita do bolo sobre isso também. Por que esconder tanto? Vi que tem sites que informal colocando o domínio alguns plugins que tal blog usa, mas nem sempre ele exibe todos também ehehe.

    E eu sigo basicamente esses passos que citou mesmo.. e outras vezes, apesar de não ter nenhum rating eu até arrisco pela curiosidade (com receito, mas arrisco).

    • Olá Dani, Obrigado por comentar!
      Então, minha opinião é a seguinte;
      O critério para a quantidade de plugins vai variar de acordo a temática do blog e aos objetivos do blog.
      Por exemplo, tem blog onde eu trabalho com 10 ou 15 plugins, já tem outros onde só trabalho com 4 ou 5.
      Abraços,

Deixe uma resposta